19 maio 2016

Para onde vai o lixo que produzimos?

O lixo que produzimos, é  um grande desafio para enfrentarmos,  em visita ao Aterro Sanitário Municipal, verificamos que no município a porcentagem de lixo separado é absolutamente irrelevante. 
Muito precisa ser feito em questão  de  conscientização,  informação e  orientação sobre a   separação dos lixos produzidos em nossos casas. A conscientização dever ser maciça, nas escolas, nos meios de comunicação, nas redes sociais. Mas não basta separar temos que ter investimento nas coletas, intensificar as coletas  nos bairros, é uma das solicitações da população. 
O Brasileiro gera em média um quilo de lixo por dia, e onde tudo isso vai parar?

Convido a população para visitar o aterro sanitário e entender porque esse pessoal que trabalha bravamente na separação  do lixo deve ser tão respeitado e valorizado.  Mulheres e homens guerreiros labutam nesta tarefa tão árdua e silenciosa dando conta de separar tudo o que juntamos.


Essa tarefa é de todos nós, eu estou nela, conscientizar é preciso!

Curiosidade: 
Uma em cada três pessoas no país não faz ideia de onde vai parar todo o lixo que ela produz por dia. Se você é uma delas, aprenda: a grande maioria do lixo produzido no Brasil é destinada a aterros sanitários. Lá, essa matéria é fermentada, gerando o chorume e o gás metano. Outra parte do lixo vai para usinas de reciclagem, solução muito mais ecológica. O processo, no entanto, é 15 vezes mais caro do que o realizado nos aterros. - See more at: http://guiadoscuriosos.com.br/categorias/3104/1/lixo.html#sthash.rBWFcXFu.dpuf

Nenhum comentário:

Postar um comentário