27 fevereiro 2015

O Legislativo que Queremos Ter


Artigo da revista Interlegis Brasil em Revista

Vereadores 2013-2016
     Muito se tem dito sobre a última colocação que o Poder Legislativo ocupa no ranking de confiança da população brasileira em diversas pesquisas já feitas. De fato, não há como negar que o Legislativo enfrenta uma gravíssima crise de credibilidade com a opinião pública. 
     Em defesa do Legislativo brasileiro  é preciso esclarecer que se trata de uma crise de credibilidade da política como um todo em em nível mundial. Não é um problema isolado do Brasil; em todos os países do 
mundo, as instituições políticas são alvo de pesadas críticas. 
    Há porém, uma grande desinformação com relação ao Legislativo. Primeiramente, há uma grande confusão entre as atribuições dos Poderes Legislativo e Executivo. Muitos confundem as duas esferas de poder, como se ambos fossem governo e, com isso, cria-se uma expectativa exagerada da atuação do Parlamento, canalizando para ele demandas que deveriam ser dirigidas às outras esferas de poder. 
     O Legislativo é uma instituição em permanente atualização, sendo muito rápido em responder, no limite das competências dele, às pressões sociais.É o órgão público mais transparente, mais vigiado e também o mais criticado - com críticas nem sempre justas e ás vezes até cruéis.
     Mas, se o Legislativo  é o órgão mais criticado, é também muito querido: a população sabe o quanto é necessário, pois é quem materializa a democracia da nossa sociedade. E a manutenção da democracia é anseio indiscutível do povo brasileiro. 
     E se existe uma confusão sobre o alcance da atuação do Parlamento, há que se admitir que o Poder Legislativo encontra-se muito longe do que desejamos ter na nossa sociedade. 
     A grande questão que se coloca é: o que fazer para alcançar esse Legislativo que queremos ter?
     O resgate da credibilidade só vai ser alcançado se todos os que formam o Poder Legislativo se engajarem verdadeiramente em ações que visem a tal objetivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário